«Ele diz que tudo isso se complicou muito desde então. Diz que nós flutuamos na água, mas também num mar de fogo, numa tempestade de electricidade, num céu de magnetismo, num pântano de calor, e por aí fora. Mas tudo sem o sentirmos. Por fim, o que resta são apenas fórmulas cujo significado humano nós não conseguimos exprimir muito bem: é isso o todo.»

“O homem sem qualidades” de Robert Musil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s