«Sabemos que o homem branco não compreende o nosso modo de viver. Um talhão de terra é para si igual a qualquer outro, pois ele é um desconhecido que surge de noite para levar da terra tudo o que precisa. A terra não é sua irmã, mas sua inimiga, e uma vez conquistada ele segue o seu caminho. Deixa para trás a sepultura do seu pai, sem se importar. Rapta a terra dos seus filhos, sem se importar. Tanto a sepultura do seu pai como o património dos seus filhos são votados ao esquecimento. Ele trata a mãe, a terra, e o seu irmão, o céu, como coisas a comprar, pilhar, vender como se fossem ovelhas ou contas luzidias. O seu apetite há-de devorar a terra, deixando atrás de si um deserto apenas.»

O DIA & A NOITE Não Podem Viver Juntos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s