As crianças, na escola, falam alto, arrastam mochilas pelo chão. Percorro os corredores, vejo as salas de aula, volto para casa. É como entrar e sair de Setembro.

As árvores são o meu maior fascínio, nunca se cansam do mesmo lugar. E nós, insatisfeitos e inquietos. Muitas vezes, as raízes rompem o alcatrão e ficam totalmente expostas. A força das árvores é inigualável. Um verme, um homem jamais conseguiria tal feito. Na cidade, as árvores são o maior refúgio que encontro. Os castanheiros e pinheiros perto do pavilhão Carlos Lopes fizeram o meu dia crescer silencioso, a noite não foi tão densa e triste.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s