Quando morrem os cavalos — ofegam,
Quando morrem as plantas — secam,
Quando morrem os sóis — escurecem,
Quando morrem pessoas — cantam canções.

Velimir Khlébnikov, Antologia da Poesia Soviética.

 

marwane-pallas-visual-atelier-8-12.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s