O Homem é um deus em ruína. Quando os homens reencontrarem a sua inocência, a vida será mais longa e passará para o domínio da eternidade, tão suavemente como ao sair de um sonho. Ora, o mundo seria apenas loucura e raiva se todos estes desconcertos tivessem de durar séculos. São a morte e a infância que o mantêm em respeito. A infância é o perpétuo Messias, que vem para os braços dos homens caídos e lhes fala para os convencer a voltar para o paraíso.

Do livro de Ralph Waldo Emerson, A Confiança em Si, A Natureza, Relógio D’Água.

2423736767_464ed44b9e_b

                                            Moinhos de Rei, construídos no reinado de D. Dinis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s