Laura Makabresku

 

«Esperas pela moral certa como na estação de comboios o amante pela amada. Mas o comboio atrasa-se e começas a ficar nervoso. Olhas para o relógio uma e outra vez e depois para a linha vazia. E se fores de tal forma impaciente, em pouco tempo desistirás, não do amor, mas daquela mulher. E tentarás, então, se possível, logo nos minutos seguintes, encontrar uma outra companheira – quem sabe -, uma das que, estando no cais, também não tolere, nem mais um minuto, a espera.
Encontrarás, então, certamente uma mulher pior, que te deixará a vida mais desfeita e irreversível, mas tal é compensado longamente – pensas tu – pela rapidez com que deixaste de estar só.»

“Breves Notas sobre o medo” de Gonçalo M. Tavares

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s